23 de julho de 2024

Nos últimos tempos, temos observado um aumento preocupante nas taxas de hospitalização por dengue entre a população idosa no Brasil. No entanto, esse grupo não foi incluído na faixa etária prioritária para receber a vacina contra a dengue pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A explicação reside na limitação da bula da Qdenga, que restringe o uso do imunizante a pessoas com idade entre 4 e 60 anos.

A realidade é que, em laboratórios particulares, a vacina é aplicada em idosos, desde que seja apresentado um pedido médico. Contudo, surge uma dúvida legítima: existe algum risco para os idosos que recebem a vacina? Segundo o geriatra Paulo Villas Boas, em entrevista à Agência Brasil, a ausência de pessoas com mais de 60 anos na bula da Qdenga deve-se à falta de estudos de eficácia nessa faixa etária.


Leia sobre dengue na Agência Brasil

É importante ressaltar que a Agência Europeia de Medicamentos e a Agência Argentina de Medicamentos liberaram a dose para toda a população acima de 4 anos. O Dr. Villas Boas destaca que, a médio prazo, espera-se uma discussão sobre a possível liberação da vacina contra a dengue para a população com mais de 60 anos no Brasil.


Texto baseado em reportagem do ‘Hoje em Dia’ – Leia aqui


Veja também na Aseapprevs

1 thought on “Idosos e a vacinação contra dengue

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
WhatsApp