28 de maio de 2024

A profissão de vigilante é considerada de alto risco à vida e integridade física, o que garante a esse grupo o direito à aposentadoria especial. Antes da reforma da previdência de 2019, bastava contribuir por 25 anos para se aposentar.

Após a reforma, criou-se uma regra transitória: mulheres precisam somar 86 pontos (idade + tempo de contribuição), e homens, 96 pontos. É fundamental que os vigilantes estejam cientes dessas mudanças e busquem orientação de um advogado especializado para garantir seus direitos previdenciários.


Leia: Aposentadoria para motoboys

É essencial que os vigilantes estejam cientes dessas mudanças e acompanhem os requisitos da aposentadoria especial de acordo com a legislação vigente. Para obter mais informações e garantir seus direitos previdenciários, é recomendável buscar a orientação de um advogado especializado em INSS


Com base em texto publicado aqui


Veja também na Aseapprevs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
WhatsApp