28 de maio de 2024

Os principais benefícios do chá de camomila para a saúde são:

  1. Melhorar o sono: O chá de camomila possui propriedades calmantes e relaxantes devido ao flavonoide apigenina, promovendo um sono tranquilo.
  2. Aliviar problemas no estômago: Suas propriedades digestivas e anti-inflamatórias ajudam a aliviar náuseas, azia e má digestão. Também pode prevenir o crescimento da Helicobacter pylori, relacionada à gastrite e úlceras estomacais.
  3. Prevenir alguns tipos de câncer: A camomila possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias que podem ajudar a prevenir cânceres como próstata, mama, tireoide e ovário, devido à apigenina que induz a morte de células cancerígenas.
  4. Evitar doenças do coração: Rico em antioxidantes como luteolina, quercetina e esculetina, o chá de camomila equilibra os níveis de colesterol, prevenindo doenças cardíacas como infarto e derrame, além de melhorar a circulação sanguínea.
  5. Ajudar a tratar ansiedade e estresse: A apigenina presente na camomila acalma o sistema nervoso central, diminuindo os níveis de cortisol, hormônio relacionado ao estresse.

Leia: Alimentos que controlam o açúcar

6. Controlar a diabetes: Suas propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes protegem as células do pâncreas, ajudando a controlar os níveis de insulina no sangue.

7. Aliviar cólicas menstruais: Propriedades analgésicas e anti-inflamatórias da camomila ajudam a diminuir a contração dos músculos, aliviando cólicas menstruais e sintomas da tensão pré-menstrual.

8. Ajudar no tratamento da candidíase: Compostos antifúngicos presentes na camomila ajudam no tratamento da candidíase, aliviando coceira, irritação e dor.

9.Promover a saúde da pele: Acalma a pele, combatendo bactérias e auxiliando no tratamento de alergias, queimaduras solares, feridas e eczema.

10. Aliviar sintomas da gripe: Suas propriedades anti-inflamatórias e antiespasmódicas ajudam a melhorar sintomas como tosse, rouquidão e congestão nasal. Pode ser consumido ou utilizado em inalações para desobstruir as vias aéreas.


    Texto com base em artigo publicado aqui


    Veja também na Aseapprevs

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Facebook
    WhatsApp