Como funciona a entrega de documentos ao INSS

INSS regulamenta a Exigência Expressa

Como_funciona_entrega_expressa_INSS

O Intituto Nacional do Seguro Social (INSS) divulgou nesta segunda-feira (10/8) as orientações para que os segurados entreguem documentos para concluir a análise dos pedidos de benefícios.

A chamada Exigência Expressa, que ficou conhecida como Drive-thru do INSS, será adotada em todo o país, segundo a autarquia federal. A medida já havia sido adotada em março em meio à pandemia de Covid-19.

A entrega de documentos consiste na disponibilização de urnas na entrada das agências para que o interessado deposite cópia simples dos documentos solicitados pelo INSS, na unidade mais próxima.


Leia sobre a nova prova de vida

http://www.riaam-minas.org.br/2020/07/28/prova-de-vida-do-inss-pode-ser-feita-por-procuracao/

Atualmente, as mais de 1,5 mil agências do INSS fechadas desde o fim de março por causa da pandemia do coronavírus estão previstas para reabrir apenas a partir do dia 24 de agosto.

Como funciona a ‘exigência expressa’


Para assegurar a entrega dos documentos é preciso realizar agendamento pelo telefone 135 ou Meu INSS. Tenha em mãos o número de protocolo do benefício em análise, nome e CPF da pessoa que vai depositar o envelope na urna.

Ao agendar o serviço de Exigência Expressa, o usuário será orientado a observar os seguintes procedimentos para a entrega dos documentos:

  • preencher o formulário de “Autodeclaração de Autenticidade e Veracidade das Informações”;
  • incluir os documentos solicitados pelo INSS e o formulário de “Autodeclaração de autenticidade e Veracidade das Informações” em envelope;
  • o envelope deverá ser lacrado e identificado pelo lado de fora com nome completo, CPF, endereço, telefone, e-mail e número do protocolo do agendamento.
    A caixa coletora fica disponível de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h.

Para proteger a saúde das pessoas, o cumprimento de exigência pela caixa coletora ocorre sem qualquer contato físico e sem acesso ao interior das agências. O segurado também não recebe protocolo ou recibo de entrega dos documentos.

A utilização da Exigência Expressa não se aplica, contudo, aos pedidos de antecipação do auxílio-doença. Nesse caso, os documentos só podem ser anexados pelo Meu INSS.

“Cabe destacar que não são aceitos documentos originais e que as cópias não precisam ser autenticadas em cartório. É imprescindível, porém, que estejam legíveis e sem rasuras”, diz o INSS.


(* Com informações do INSS

https://www.inss.gov.br/inss-regulamenta-a-exigencia-expressa/


Leia mais aqui na Aseapprevs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *