Aposentadoria para quem está fora do Brasil

Veja como funcionam benefícios previdenciários a quem mora no exterior

aposentadoria_quem_mora_exterior
(Imagem: Pixabay)

O INSS regulamentou a contribuição do brasileiro que está no exterior para fins de aposentadoria.

O Ministério das Relações Exteriores estima que podem existir quase 4 milhões de brasileiros pelo mundo.

Esses brasileiros podem ter proteção previdenciária por que existem acordos e convênios internacionais com muitos países que garantem a contagem do tempo de serviço trabalhado no exterior e vice-versa.

Muitos brasileiros moram no exterior, não trabalham o não tem trabalho formal, e tinham insegurança de contribuir para o INSS e perder o investimento. Agora isso não é possível, como também é garantido.

Isso garante que eles tenham acesso à aposentadoria, benefícios por incapacidade, pensão por morte, salário maternidade, dentre outros, mesmo estando fora do país.

Brasileiros ilegais

Ilegais também utilizam desta brecha para garantir direitos previdenciários.

O raciocínio é simples: se eles estão ilegalmente fora do Brasil, então presume-se que eles estejam por aqui. Com os que eu conversei, a maioria deles envia dinheiro para familiares que se encarregam de pagar a contribuição.

Valor da contribuição

O valor da contribuição está atrelado a dois fatores: de quais benefícios os contribuintes querem ter e de qual o valor da aposentadoria que pretendem obter.

Para definir como contribuir entre o piso (salário mínimo) e o teto. É preciso fazer um estudo individualizado.


(* Com informações do site ‘Mix Vale’ – Saiba mais em

https://www.mixvale.com.br/2020/07/20/aposentadoria-para-quem-esta-fora-do-pais-veja-como-funciona-no-inss/


Leia mais aqui na Aseapprevs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *